As tecnologias que têm mais impulso em um mundo em constante aceleração, como o que vivemos hoje, soluções relacionadas a programação, conectividade e automação estão entre os principais alvos de investimentos de empresas que desejam manter-se competitivas no mercado e acelerar o desempenho de seus processos.

Dentre essas tecnologias existem 12 principais tendências estratégicas que as organizações devem explorar em 2022. Os CIOs devem encontrar soluções que multipliquem a força dos recursos de TI para permitir o crescimento e a inovação, criando também bases técnicas escaláveis e resilientes, cujas capacidades de escalabilidade liberarão dinheiro para investimentos digitais.

Entre as principais tendências estratégicas de tecnologia para 2022 está a hiperautomação. No artigo de hoje vamos explorar um pouco mais sobre hiperautomação e como essa solução pode ajudar o seu negócio. Vale a pena conferir!

O que é a hiperautomação?

Hiperautomação é a combinação de tecnologias e conhecimentos que as empresas precisam para tornar o processo de trabalho automatizado, voltado para tornar o modelo do negócio ágil como ele deve ser. O termo engloba as ferramentas, métodos e a própria automação, desde o momento do descobrimento do processo, passando pela análise, design, automação, medição de desempenho, monitoramento e, quando preciso, reavaliação.

Um conjunto híbrido entre ferramentas de automação de processos (RPA), machine learning, inteligência artificial e iBPMS permite que o processo de entender e desenvolver automações atenda às reais necessidades do modelo de negócio e traga mais valor e resultado para a empresa.

Quais as vantagens dessa estratégia?

A hiperautomação traz grandes vantagens para qualquer negócio e permite ao gestor agregar valor para a marca e manter a empresa à frente da concorrência.

Tudo isso porque a hiperautomação proporciona o aumento de escalabilidade; o melhor uso de recursos operacionais; os ganhos de produtividade; e a economia de recursos.

A Hiperautomação é inevitável e as organizações vão precisar identificar e automatizar todos os possíveis processos de negócio, de forma ágil, usando as ferramentas certas, tornando as operações e processos ágeis para poder competir em um mercado cada vez mais focado em facilitar e entender as pessoas.

Por que a hiperautomação é tendência?

Utilizada para dimensionar as capacidades de automação de uma organização, a hiperautomação combina RPA com machine learning para aumentar os processos de negócios. É uma automação estratégica fundamental para a transformação digital por ser peça-chave para as organizações que querem se adaptar a essa nova realidade de automação de tarefas repetitivas.

A hiperautomação permite crescimento acelerado e resiliência nos negócios, identificando e automatizando rapidamente o maior número possível de processos. Equipes de hiperautomação de alto desempenho se concentram em três prioridades fundamentais: melhorar a qualidade do trabalho, acelerar os processos de negócios e aumentar a agilidade na tomada de decisões.

A tendência é de que, em 2022, 45% das tarefas de trabalho repetitivas em grandes empresas serão automatizadas. Com essa hiperautomação, é possível eliminar trabalhos burocráticos e manuais, minimizar erros e retrabalhos, ganhar tempo e aumentar a produtividade da equipe. Os setores de suporte, atendimento e vendas agradecem a ampliação do uso da automação para a realização de diversas tarefas cotidianas, sobrando tempo para uma atuação mais estratégica. Gostou do artigo? Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado sobre vários assuntos interessantes que podem ajudar a sua empresa.

Comments are closed.