O uso de VPN (Virtual Private Network) é muito comum em grandes empresas. Principalmente naquelas que possuem muitos funcionários que trabalham de forma remota. Esse tipo de  rede utiliza-se da rede pública de internet, para criar uma estrutura privada com a segurança da criptografia. E possui outras vantagens como custo mais baixo que de um link dedicado. 

Ao pesquisar no Google, você encontra uma lista dos melhores, que hoje separamos o link para você aqui: 10 provedores VPN que levam sua segurança e privacidade a sério

Porém, para garantir uma navegação segura,  não basta apenas utilizar um VPN. Sabemos que são necessárias mais práticas para o uso dessas redes privadas virtuais. Para te ajudar, a Techlise destacou 5 passos fundamentais para usar um VPN com segurança. Acompanhe a seguir.

Checklist do VPN com segurança

Use um interruptor de bloqueio 

Se porventura a conexão VPN da sua empresa falhar ou cair, automaticamente, os computadores tentarão se conectar na internet convencional. Com isso, todos os dados ficarão expostos. 

Por conta disso, é indicado usar um interruptor de bloqueio. Por meio dele, caso a sua internet caia, todos os softwares e apps conectados serão encerrados para garantir que a rede não fique exposta. 

Invista em bons firewalls

Firewalls nada mais são do que mecanismos de segurança para quem acessa a internet. Eles são compostos por uma rede interna e uma externa e têm como objetivo proteger a rede evitando intrusos.

Logo, é essencial ter esse tipo de proteção em qualquer VPN

Não esqueça do treinamento humano

Ao contrário do que muita gente pensa, para garantir a segurança da conexão VPN não basta apenas investir em tecnologia de ponta. Na verdade, segundo um estudo da Kaspersky, cerca de 33% dos incidentes com cibersegurança acontecem por conta de falhas humanas. 

Por conta disso, é importante promover um treinamento de qualidade entre os colaboradores para garantir que todas as políticas de segurança digital sejam seguidas. Desde a criação de senhas fortes de acesso, até o estabelecimento de normas de comportamentos sobre acessos a determinados sites e softwares. 

Tudo isso pode agregar mais proteção ao serviço. 

Cuidado com o vazamento de DNS

O Domain Net Server nada mais é do que o serviço que traduz as URLs para um endereço IP. Ao usar um VPN, ele irá se conectar automaticamente a um DNS seguro oferecido pela prestadora que fornece o serviço. 

Contudo, de vez em quando, o computador pode acabar usando uma conexão DNS regular, comprometendo, assim, a segurança da rede. Por isso, o ideal é procurar servidores que oferecem proteção contra vazamento de DNS integrada.

Assim, você evita problemas com vazamentos. 

Mude o protocolo

Se você está configurando o protocolo VPN, é importante escolher o mais adequado. Geralmente os mais indicados são PPTP e o L2TP. Isso porque o primeiro utiliza criptografia de 128 bits e é o mais rápido dos protocolos. Já o L2TP, tem um nível de segurança superior e por conta disso acaba sendo mais lento.

Além disso, existe o OpenVPN, que é considerado um dos melhores protocolos atualmente, por conta da agilidade de recuperação quando há perda de conexão. 

Agora que você sabe quais os cuidados em relação ao VPN, deixe a sua empresa mais segura conferindo nosso artigo 5 SOLUÇÕES DE TI PARA REDUZIR DESPESAS DE PMES.

Write A Comment

Que tal ser o primeiro a receber nossos conteúdos sobre tecnologia?

Receba nossos conteúdos em 1ª mão.