Os processos logísticos são ações realizadas dentro de uma empresa e que visam controlar, planejar e gerenciar a logística de uma mercadoria. Eles englobam uma série de etapas, desde a compra de insumos com o fornecedor até a entrega do item ao cliente final.

Dentre alguns dos processos do gênero mais comuns podemos citar o processamento de pedido e a gestão de armazenagem/estocagem. 

O que muitos empreendedores não sabem é que essas ações podem ser analisadas, e que os dados coletados podem ser de grande ajuda no planejamento logístico de empresas.  

Qual a importância dos processos logísticos?

Os processos logísticos são indispensáveis para qualquer negócio. Afinal de contas, são eles que ajudam a sua empresa a estabelecer um fluxo a ser seguido, que beneficie você e o seu cliente. 

Além disso, quando essas ações são bem planejadas elas podem gerar outros benefícios, tais como: 

  • Otimização de rotas;
  • Redução de custos;
  • Maior satisfação do cliente;
  • Aumento da produtividade. 

Quais análises podem ser feitas a partir desses processos? 

Existem diversos tipos de análises que podem ser feitas a partir dos seus processos logísticos. Esse é um tipo de exercício muito útil para o seu negócio, pois permite uma visão mais ampla das ações que envolvem a logística do produto. 

Dentre os tipos de análises que podem ser feitas podemos citar: 

  • Índice de satisfação dos clientes;
  • Custos operacionais;
  • Avaliação de gargalos e também pontos fortes dentro dos processos;
  • Índice de erros e retrabalho;
  • Tempo e custos de cada etapa;
  • Regiões com maiores dificuldades logísticas;

De modo geral podemos dizer que é possível compreender vários aspectos do seu negócio a partir dessas análises. Ao mapear os processos logísticos você está identificando de forma detalhada o fluxo de trabalho do seu negócio. 

Consequentemente, através dessas informações ficará mais fácil otimizar esses processos, bem como melhorar o planejamento logístico do seu negócio. 

Quando realizar esse tipo de mapeamento? 

Não existe um momento certo para fazer esse tipo de análise. Na verdade, levando em conta a importância de acompanhar os processos logísticos, bem como as vantagens que esse tipo de acompanhamento pode trazer, esse mapeamento deve ser incluído no cronograma da sua empresa. 

Mas existem algumas situações específicas onde ele se torna essencial. Por exemplo, se você for realizar um benchmarking interno, vale à pena fazer esse levantamento para identificar quais unidades do seu negócio têm os melhores resultados. 

Outra situação muito comum onde essa estratégia pode ser aplicada é para a identificação de problemas dentro da sua cadeia logística. Ao mapear todas as etapas, ficará mais fácil identificar quais precisam de ajustes e que alternativas podem resolver os problemas identificados. 

Mas é importante ressaltar aqui que todas essas análises necessitam de uma solução de TI especializada na parte logística. Com a utilização de uma solução tecnológica será possível coletar todos os dados necessários, e posteriormente fazer as análises que o seu negócio usará para otimizar os processos logísticos

 

Quer ficar por dentro de mais conteúdos como esses? Então aproveite para assinar a nossa newsletter. 

Comments are closed.

Que tal ser o primeiro a receber nossos conteúdos sobre tecnologia?

Receba nossos conteúdos em 1ª mão.