Dentro do desenvolvimento de softwares de DevOps, existe uma prática chamada integração contínua. Basicamente ela consiste na união das alterações dos códigos de programação em um único local e depois disso algumas ações de criação e teste são realizadas. 

Mas qual o objetivo desse tipo de prática? Por meio dela é possível identificar e investigar com mais facilidades possíveis bugs no código. E consequentemente, através desse processo ágil é possível melhorar a eficiência da solução, bem como reduzir o tempo de validação e lançamento de atualizações. 

Qual a importância da integração contínua para quem deseja uma solução eficiente?

Até algum tempo atrás os desenvolvedores trabalhavam separadamente no desenvolvimento de softwares. Apenas quando cada um tinha sua parte do trabalho finalizada é que se uniam para concluir o projeto. 

Acontece que esse tipo de abordagem acabava aumentando e muito o tempo de desenvolvimento. Isso sem contar na quantidade de erros por conta dos códigos terem sido desenvolvidos separadamente.

Mas com a integração contínua isso não acontece. Como todos os códigos e alterações ficam em um único repositório central, fica mais fácil integrar e assim garantir que as partes do código funcionem de forma correta em conjunto. 

Quais os benefícios da integração contínua?

Além de otimizar o desenvolvimento de softwares, a integração contínua também traz uma série de outros benefícios, tais como: 

  • Aumenta a produtividade dos desenvolvedores

Esse tipo de técnica ajuda a aumentar diretamente a produtividade dos profissionais de desenvolvimento, pois libera eles de tarefas manuais através da automação.

Além disso, como o trabalho é unificado, é possível reduzir o número de erros e bugs, garantindo assim códigos mais limpos. 

  • Mais agilidade na hora de distribuir as atualizações

Outra vantagem da integração contínua é que ela também garante uma distribuição de atualizações mais ágil. Isso porque com o trabalho se centralizando em um único lugar, fica mais fácil identificar alterações necessárias. 

Com isso, é possível entregar as atualizações com mais rapidez e maior frequência, gerando maior satisfação entre os clientes.

  • Identifique bugs e erros com mais rapidez 

Outro grande benefício da integração contínua é que por meio dela é possível identificar bugs com mais agilidade. Como os testes são realizados com maior frequência, dificilmente algum erro passará despercebido. 

E como todos os códigos são centralizados, também fica mais fácil identificar incompatibilidades antes que elas se tornem um problema muito maior.

  • Execução automática de testes

A testagem é um dos processos mais importantes do desenvolvimento de softwares. Afinal de contas, é por meio dele que é possível identificar se todos os códigos estão funcionando como deveriam, bem como identificar bugs. 

E através da integração contínua, os desenvolvedores podem automatizar os testes. Assim, logo que uma alteração entra no repositório central da equipe, automaticamente ela é testada, e caso haja algum tipo de erro ele é imediatamente identificado. Ou seja, mais praticidade e agilidade para o processo. 

 

Gostou desse conteúdo? Então aproveite e assine a nossa newsletter e receba os conteúdos da Techlise sempre em primeira mão. 

Comments are closed.

Que tal ser o primeiro a receber nossos conteúdos sobre tecnologia?

Receba nossos conteúdos em 1ª mão.