O que é mais importante para um negócio: sua estratégia ou a parte operacional? De fato, parece lógico pensar que a estratégia vem antes do operacional, não é? Mas não necessariamente. Portanto, essa pergunta está na mesma categoria de outras como: ‘”quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha?”, ou seja, não parece haver uma resposta correta para ela. Porém, podemos afirmar com certeza que, se o operacional da sua empresa não estiver redondo, inevitavelmente você irá desperdiçar um tempo precioso, que poderia ser investido em novas estratégias e em busca de melhores resultados. Certamente, a escolha de um servidor de qualidade vai te poupar de muitos problemas operacionais.

Assim sendo, neste post vamos te mostrar o que deve ser considerado no momento da escolha, qual o tipo de servidor que mais se adequa ao seu negócio e tudo o mais que você precisa saber sobre esse assunto para ter a certeza de que está investindo em um servidor de qualidade. Vem com a gente!

O que é um servidor

Antes de mais nada, é importante ter clareza sobre o que é um servidor, para daí poder escolher um que atenda as necessidades do seu negócio. Primeiramente, podemos definir servidores como uma solução tecnológica que presta algum tipo de serviço para vários computadores, através de uma rede local (LAN) ou através da internet. 

Assim sendo, os servidores são responsáveis por: armazenar os documentos e os distribuir para quem está conectado na rede, definição de políticas de acesso e políticas de segurança da rede, guardar, receber e enviar as mensagens de e-mail e mensagens instantâneas, gerenciamento de impressão, entre outras coisas. Continue com a gente para aprender mais.

Tipos de servidores e qual o ideal para a sua empresa

Uma vez que definimos o que é servidor, está na hora de desmembrá-lo em 3 principais tipos:

  • Servidor torre: é o modelo mais comum, semelhante um desktop. Pode atender desde pequenos negócios, com poucos usuários, até grandes estruturas, não sendo imprescindível um rack para acomodação.
  • Servidor rack: já este, é uma solução que necessita instalação em rack, e por ocupar menos espaço, possibilita boa escalabilidade, sendo possível adicionar mais servidores no mesmo rack. 
  • Servidor blade: este é o ideal para empresas com grande necessidade de processamento e previsão de crescimento. Possui grande escalabilidade e apesar do custo inicial mais alto, gera economia de espaço e gastos com climatização do ambiente.São indicados para montagem de ambientes de alta criticidade.
  • Hiperconvergência: infraestrutura que elimina os tradicionais problemas de gerenciamento de TI, agrupando serviços de hardware e software, em pacotes, permitindo que sejam gerenciados por uma única aplicação.

Depois de ter aprendido sobre os tipos de servidores disponíveis no mercado, vamos te ajudar com algumas perguntas básicas que vão te ajudar a definir qual servidor é o ideal e de melhor qualidade para você.

O que analisar no momento da escolha

Aqui vão 4 perguntas que você precisa fazer para definir qual o melhor tipo de solução para a sua empresa:

  • Qual o impacto da indisponibilidade de um servidor ou sistema para minha empresa?
  • Quantos computadores, notebooks e/ou tablets sua empresa possui?
  • É costumeiro a equipe precisar compartilhar grande volume de dados?
  • Os sistemas utilizadas estão dentro da empresa ou em nuvem?

Respondendo essas perguntas, é possível ter uma boa ideia de qual servidor funcionará para o seu negócio. Agora que a escolha foi feita, é importante focar em ter uma boa equipe de suporte, que te ajude tanto na instalação quanto na solução de eventuais bugs ou problemas.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece no universo da tecnologia? Assine nossa newsletter e não perca as novidades.

Comments are closed.

Que tal ser o primeiro a receber nossos conteúdos sobre tecnologia?

Receba nossos conteúdos em 1ª mão.