O esporte sem sombra de dúvidas é uma das áreas mais fortes dentro do Brasil. E nos últimos anos temos conquistado cada vez mais vitórias e força graças a modernização da Gestão Esportiva.

Várias tendências de TI têm sido aplicadas nesse meio. Desde o uso de Big Data, até tecnologias consideradas mais “futuristas” como a inteligência artificial.

E é através delas que a gestão esportiva tem apresentado dados cada vez melhores.

O uso do Business Intelligence na Gestão esportiva 

O Business Intelligence já vem sendo usado em vários segmentos do mercado. E agora ele está presente dentro da gestão esportiva de federações, clubes, associações e outras entidades ligadas ao meio esportivo. 

Esse processo de coleta, organização, análise e monitoramento de dados tem ajudado de diferentes. Por meio de todos esses dados gerados e analisados, equipes e empreendimento têm conseguido tomar as melhores decisões, em vários aspectos.

Por exemplo, a Seleção Brasileira utiliza esse tipo de Big Data para acompanhar o desempenho de seus atletas. E com base na análise de indicadores, é possível estabelecer quais são os jogadores ideais para cada partida.

Além disso, vários times usam esse tipo de tecnologia para avaliar os seus adversários. 

Mas não é apenas nesse aspecto que o BI tem melhorado a gestão esportiva. Um dos maiores problemas que clubes têm enfrentado é a questão financeira.

Várias entidades do gênero, principalmente as menores, não estão mais conseguindo lidar com as próprias finanças. Mas, algumas têm conseguido se recuperar justamente através da modernização da gestão esportiva

Desde a busca por patrocinadores diferenciados, até ações de atração de público. Todas essas abordagens são feitas com base em dados coletados através de ferramentas de TI.  

A gestão de esporte em outras áreas esportivas 

A gestão de esportes também tem se modernizado em outras áreas esportivas. Um dos exemplos são as Maratonas, cada vez mais bem organizadas e tecnológicas. 

Além disso, áreas menos visadas, como a ginástica, também têm se beneficiado dessa modernização. Até algum tempo atrás, muitas equipes de ginástica estavam tendo problemas de locais para treinar, marketing, e até mesmo patrocínios. 

Mas, com o uso de ferramentas de TI, como o BI, que auxiliam a entender melhor todas as questões dos times, não é à toa que o Brasil conseguiu várias medalhas, incluindo Ouro, no Pan-Americanos de Lima.

O destaque da Seleção Brasileira De Futebol Feminino também é um dos exemplos de como a evolução da gestão esportiva tem impactado diretamente a visibilidade de equipes. Neste ano, a Copa do Mundo Feminina de Futebol teve muito mais destaque do que em outros anos. 

E mesmo com as polêmicas envolvendo a falta de patrocínio da jogadora Marta, o debate gerado trouxe uma série de resultados para o time. 

Tanto que a própria jogadora, depois de toda a repercussão, ainda conseguiu driblar a Fifa e mostrar sua nova patrocinadora, a marca Avon, usando o batom Power Stay. 

A gestão esportiva tende a se modernizar cada vez mais. Principalmente por conta do surgimento de novas tecnologias. E cabe às entidades esportivas, ficarem atentas a essas tendências para conseguirem melhor o gerenciamento.