Muito se fala sobre proteção no ambiente virtual. No entanto, as tendências tecnológicas para 2022 apontam que a metade de todos os investimentos de segurança para IoT serão destinados à recuperação de falhas de desastres. Os riscos relacionados à expansão da IoT para diversos produtos é a falta de possibilidade de realizar atualizações dos sistemas.

Um plano de recuperação de desastres em TI tem como objetivo restaurar de forma muito ágil os dados e processos perdidos. Dessa forma, no caso de acontecer um falha, as operações e processos da empresa são facilmente estabilizadas.

No artigo de hoje vamos falar sobre o que é remediação de falhas, para que serve e porque é importante para a sua empresa. Vale a pena conferir!

O que é recuperação de desastres?

A recuperação de desastres é o método utilizado por uma organização para recuperar o acesso e a funcionalidade da infraestrutura de TI após um desastre natural ou humano, como falha de equipamentos ou ataques cibernéticos. Vários métodos de recuperação de desastres podem fazer parte de um plano de recuperação de desastres. A recuperação de desastres é um aspecto da continuidade de negócios.

Como funciona a recuperação de desastres e por que é tão importante?

A recuperação de desastres depende da replicação de dados e do processamento do computador em um local externo que não é afetado pelo desastre. Quando os servidores ficam inativos devido a um desastre natural, uma falha de equipamento ou um ataque cibernético, a empresa precisa recuperar os dados perdidos a partir de um segundo local onde o backup dos dados é feito. O ideal é que uma organização também possa transferir o processamento do computador para esse local remoto a fim de continuar as operações.

À medida que ataques cibernéticos e eventos climáticos extremos se tornam mais comuns, o planejamento da recuperação de desastres se torna essencial para a continuidade de negócios. Uma avaliação de riscos e uma análise de impacto nos negócios que quantifique os efeitos potenciais de um desastre são ferramentas eficazes para obter suporte de gerenciamento para um plano de recuperação de desastres.

Independente do porte da sua empresa, você não pode deixar que ocorra alguma paralisação dos serviços de TI, pois afeta todas as operações da organização, desde envio e recebimento de e-mails até o faturamento em produtos e serviços. Por esse motivo, é importante garantir que os efeitos de um possível desastre sejam os menores possíveis, desenvolvendo ações e estratégias para a recuperação dos dados.

Em que consiste um plano de recuperação de desastres?

Um plano de recuperação de desastres é um documento formal com instruções detalhadas sobre como responder a incidentes não planejados, como desastres naturais, quedas de energia, ataques cibernéticos e quaisquer outros eventos disruptivos. O plano contém estratégias sobre a minimização dos efeitos de um desastre, por isso uma organização continuará operando ou retomará as operações principais rapidamente.

Razões para adotar um plano de recuperação de desastres

  • Minimizar interrupções em operações normais.
  • Limitar a extensão da disrupção e dos danos.
  • Minimizar o impacto econômico da interrupção.
  • Estabelecer meios alternativos de funcionamento com antecedência.
  • Treinar as equipes com procedimentos de emergência.
  • Proporcionar a restauração fluida e rápida do serviço.

Para atender as expectativas do mundo atual de promover operações de negócios contínuas, as organizações devem ser capazes de restaurar sistemas críticos em minutos, ou segundos, após uma interrupção.

E você, o que está fazendo na sua empresa para garantir a alta disponibilidade do negócio? Quer saber mais sobre como manter suas operações protegidas? Realize um contato, pois possuímos soluções ideias para o seu negócio. Assine nossa newsletter e mantenha-se atualizado sobre vários assuntos interessantes que podem ajudar a sua empresa. 

Comments are closed.