Os aplicativos gratuitos são quase sempre a preferência dos usuários. Mas, muitos empreendedores têm receio de desenvolver esse tipo de solução por acharem que não conseguirão monetizá-la. 

O que muitos não sabem é que existem várias maneiras de tornar um aplicativo grátis em algo lucrativo. E nós vamos comentar algumas das principais formas abaixo:

  • Pop-ups de marcas 

Uma das maneiras mais comuns que os desenvolvedores utilizam para lucrar com soluções gratuitas é vender anúncios em formato de pop-ups. Eles nada mais são do que as janelas que abrem automaticamente durante seu uso.

É possível vender esse tipo de espaço publicitário para marcas que tenham alguma relação com o tema da ferramenta, e assim monetizar o aplicativo. 

  • Microtransações 

Essa é outra modalidade para quem deseja criar aplicativos gratuitos, mas lucrando. O app em si será disponibilizado de forma gratuita, mas, você poderá comercializar itens e serviços através das microtransações. 

Por exemplo, se você fizer uma solução para usuários que desejam aprender inglês, é possível liberar aulas adicionais através de pacotes fechados. Já quem vai desenvolver um game mobile, pode vender itens, moedas virtuais do jogo, ou até mesmo “efeitos e ações”. 

  • Planos de assinatura 

Os planos assinaturas são amplamente aceitos por diversos usuários. O app gratuito oferece algumas opções na modalidade gratuita, mas, se o usuário quiser expandir recursos, pode assinar um plano pago. 

Soluções de todos os tipos usam dessa estratégia, até mesmo para manter uma boa base de usuários. O Tinder, por exemplo, libera uma série de ferramentas adicionais, como mais likes.

  • Crowfunding 

Essa é uma alternativa que também tem se tornado cada vez mais popular entre os usuários. As pessoas estão mais conscientes em relação aos custos envolvidos no desenvolvimento e manutenção de soluções. 

E várias estão dispostas a ajudar financeiramente as empresas. O Crowfunding nada mais é do que um sistema que permite que os usuários façam doações para o app. É o famoso “pagar o cafezinho” de quem se esforça para manter o app no ar. 

O bacana é que atualmente já existem vários sistemas de pagamento que facilitam o processo de doação. É o caso, por exemplo, do PagSeguro que permite que os usuários doem via cartão de débito, boleto bancário e até mesmo pelo cartão de crédito. 

  • Banners fixos 

Além dos pop-ups, outra forma de monetizar aplicativos através de anúncios é com os banners fixos. Você pode vender essas publicidades para marcas que tenham interesse no seu público-alvo.

Contudo, em ambos  é preciso ter cuidado para não exagerar. Se você colocar muitos anúncios no app, de forma que a experiência do usuário seja prejudicada, provavelmente ele irá desinstalar o app e ainda fazer uma review negativa. 

Então saiba planejar com cuidado a posição, tamanho e quantidade de publicidades. Assim será possível monetizar a sua solução, mas não de forma poluída. 

Os aplicativos gratuitos podem sim ser lucrativos. Tudo é uma questão de criar uma boa estratégia de marketing para ele, e também saber as alternativas disponíveis para monetização. Quer saber mais sobre desenvolvimento de apps? Então confira outros posts da Techlise.

Write A Comment